Logo Checktudo

Checktudo - Blog

Antes de comprar é melhor consultar
como evitar golpes e fraudes na internet
22 de abril de 2020

Como evitar golpes e fraudes durante a crise? Veja nossas dicas

Nos momentos de instabilidade econômica, os cuidados para evitar golpes e fraudes, principalmente nas vendas online, devem ser muito mais rigorosos. Isso porque, muitos golpistas aproveitam esses momentos para tirar vantagem de empresas desprotegidas. Veja aqui, algumas dicas para evitar golpes e fraudes durante a crise e conheça a Biometria Facial, o sistema antifraude da Checktudo.

4 dicas importantes para evitar golpes e fraudes durante a crise:

1 – Faça a confirmação da autenticidade dos documentos dos seus clientes

Dessa forma, é possível identificar documentos fraudados, antes de aceitá-los. Algumas empresas, tem equipes especializadas na comprovação da autenticidade de documentos. Porém, nem sempre há como garantir a precisão dos processos que são feitos de forma manual, visto que a única garantia nesse caso, é a relação de confiança entre a empresa e os colaboradores.

Por esse motivo, a Checktudo criou o Biometria Facial. Um sistema 100% online, que tem a função de confirmar a autenticidade de documentos de forma mais rápida, prática e segura. Assim, sua empresa tem muito mais segurança nos processos de venda pela internet.

Biometria Facial Checktudo: evite fraudes aumentando a precisão da identificação dos seus clientes!

O  nosso sistema é bem simples e intuitivo. Basta fazer o upload da imagem do documento ou de uma foto do seu cliente. Depois disso, por meio do rastreamento de uma robusta base de dados, o sistema identifica se o documento da pessoa é legítimo ou não. A verificação é feita com base na foto da CNH do indivíduo.

Todo esse processo pode ser feito online e as fotos podem ser tiradas de qualquer dispositivo. Isso é extremamente útil em tempos de quarentena e isolamento social, já que os consumidores não estão fisicamente presentes nas lojas.

2 – Redobre a segurança cibernética da sua empresa

Quando o isolamento social começou, devido à pandemia da Covid-19, as vendas e transações das empresas tiveram que passar a ser feitas pela internet. Além disso, a maioria dos colaboradores teve que começar a trabalhar de forma remota.

Com a necessidade de adaptação rápida a uma nova dinâmica de trabalho, muitas empresas fizeram a migração para o ambiente digital sem dar a devida atenção à segurança cibernética. O que é essencial para evitar que sistemas e arquivos confidenciais sejam acessados por pessoas mal intencionadas.

Um dos golpes cibernéticos mais utilizados é o phishing. Os golpistas enviam e-mails com arquivos ou links em nome de instituições financeiras ou órgãos governamentais. Ao serem clicados ou baixados, eles possibilitam o acesso dos hackers aos dados da empresa, gerando fraudes financeiras e permitindo a obtenção de informações confidenciais.

Por isso, além de contratar profissionais que façam a reestruturação do ambiente cibernético de forma segura, é importante treinar os funcionários. Eles devem ser informados sobre como devem se portar durante o trabalho, evitando acessar links ou páginas indevidas, enquanto estiverem utilizando os dispositivos ou contas da empresa.

3 – Evite causar a pressão situacional

Os maiores desafios dos gestores e donos de empresas, durante a crise, é lidar com a instabilidade do mercado, a diminuição da produtividade e, consequentemente, das vendas. Para tentar manter a produtividade, muitas empresas optam por adotar uma postura agressiva e intimidadora frente aos seus funcionários. 

Em alguns casos, os gestores fazem ameaças, dizendo aos colaboradores que eles podem ser demitidos ou ter seus salários reduzidos pelo fato da margem de lucro estar diminuindo. Esse tipo de abordagem é extremamente prejudicial, pois gera um sentimento de preocupação e revolta e pode fazer com que algum desses funcionários aplique golpes na empresa, por vingança ou desespero.  

O ideal é que seja criado um sentimento de equipe e deve ser apresentada, com transparência, a previsão do faturamento empresarial durante os meses de recessão econômica. Além disso, deve-se esclarecer a importância do papel de cada funcionário durante o processo de adaptação a esse novo cenário do mercado, não de forma agressiva, mas sim, motivadora.

4 – Tenha cuidado com a troca de fornecedores

Muitas vezes, para reduzir gastos, as empresas tendem a trocar de fornecedores ou parceiros. Mas, assim como os golpistas da internet, algumas dessas empresas também se aproveitam dos momentos de instabilidade para aplicar golpes. Normalmente, elas fazem ofertas atrativas para receber o pagamento pelo fornecimento de materiais que nunca seriam entregues.

Então, para evitar esse tipo de problema, é importante analisar a procedência, tanto do CNPJ, quanto do CPF das pessoas que atuam na liderança das empresas parceiras. Além disso, é importante se certificar quanto à saúde financeira e à capacidade de entrega desses fornecedores.

Em suma, esses são os fatores aos quais se deve ter mais atenção, principalmente durante a crise. 

Se quiser conhecer as ferramentas Checktudo e saber como elas podem auxiliar a sua empresa, leia esse outro texto do blog: lançamentos Checktudo: otimize sua produtividade e melhore sua renda com os nossos novos recursos.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Quer saber mais sobre como nossas soluções podem ajudar o seu negócio?

Preencha os campos abaixo e vamos te ajudar!

A infinidade de dados veiculares, antifraude e localizaçação de pessoas para potencializar o seu negócio