Logo Checktudo

Checktudo - Blog

Antes de comprar é melhor consultar
cuidados para vender veiculo
9 de abril de 2019

Cuidados para vender veículos com segurança

Como qualquer negociação, a compra e venda de veículos usados exige diversos cuidados para evitar prejuízos e ter mais sucesso na transação. Uma negociação segura exige atenção redobrada na documentação, nos prazos e outros detalhes que iremos abordar nesse texto.

Contrato

Definir bem o carro vendido é fundamental para evitar possíveis confusões, que podem resultar em conflitos. O contrato deve ser bem claro, especificando com precisão o objeto vendido, assim como todas as suas principais características.

O documento deve conter todas as responsabilidades de quem vende, assim como as de quem compra. O ideal é que ambas as partes leiam com atenção o contrato e acertem possíveis pontos de discórdia antes de assiná-lo.


Pendências

No processo de compra e venda de carros usados, elimine todos os débitos relacionados ao veículo. Não transfira para o outro a responsabilidade que você deve ter em relação aos documentos do carro. Quite o IPVA, o seguro obrigatório (DPVAT), além das multas.

Pagamento

O prazo e a maneira como o pagamento será feito também devem ser demonstrados com clareza no contrato. Assim, caso haja alguma complicação ou falta de pagamento, é possível se resguardar de acordo com as cláusulas estabelecidas.

Escolha com antecedência a forma de venda e só repasse o carro para o nome do comprador depois de receber o valor integral ou parte dele. Caso a opção seja por venda parcelada, faça um contrato para evitar riscos e garantir um ressarcimento em caso de inadimplência do novo dono.

Transferência

Preencha o Certificado de Registro do Veículo (CRV) com seus dados, os dados do comprador e o valor de venda do automóvel e assine junto com o novo proprietário. Em seguida, compareça a um cartório para fazer a autenticação do documento com reconhecimento das firmas de ambos.

Antes de entregar os documentos do carro (ou moto), tire uma cópia do CRLV, do comprovante de pagamento de IPVA, do licenciamento e de eventuais multas. Com o número do RENAVAN, também é preciso tirar um extrato de débitos do veículo. Tudo para se resguardar de problemas futuros.

E não esqueça de realizar a comunicação da venda do veículo levando uma das cópias autenticadas do CRV para o DETRAN até 30 dias após a data da venda. O novo dono deve transferir o veículo para a sua propriedade no mesmo prazo.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of